quarta-feira, 11 de julho de 2012

Lacerda apenas com 5% à frente de Patrus

O instituto EMData divulgou nesta quarta-feira os números da primeira pesquisa eleitoral sobre a disputa pela prefeitura de Belo Horizonte (MG). O atual prefeito Márcio Lacerda (PSB) tem 34% das intenções de voto, mas o ex-ministro do Desenvolvimento Social e ex-prefeito de BH, Patrus Ananias (PT), já está com 29%. Mesmo tendo entrado apenas há menos de duas semanas na disputa, Patrus já está tecnicamente empatado com Lacerda, uma vez que a margem de erro é de quatro pontos percentuais.
Como era previsível, a campanha em BH será um furacão e um jogo de vida ou morte para Aécio Neves e Lula. 

2 comentários:

WAB disse...

Esta pesquisa do EmData, a principio, parece mt favorável ao PT não apenas pelo empate técnico 34 x 29, (com margem de 4 pontos de erro, mas sobretudo: 1)na estimulada Lacerda tem 13 e Patrus 12; 2)o desejo de continuidade da gestão é de 45%,inferior a 50 pontos ou metade do eleitorado; 3)PT é preferido por 25% do eleitorado da capital; 4) rejeição de Lacerda é superior a 30 pontos; 5)o candidato petista é ainda desconhecido pelos eleitores com menos de 24 anos;6)saúde e trânsito são os maiores problemas para o atual Governo. Ambas administrada por tucanos. Apesar disso, essa pesquisa do EmData peca gravemente por não revelar: 1)qual é a influência de Lula,Aécio, Dilma e Anastasia sobre o eleitorado; 2) em relaçao eleitor petista 25%: quantos sabem que Patrus é candidato?; 3)Em quais areas o governo Lacerda é bem avaliado? So vimos que ele toma bomba em duas: saúde e trânsito.

José da Mota Leite Neto disse...

Caro Rudá Ricci meu comentário é mais para pergunta para o analista político.
Em seu artigo Breve análise sobre disputa em BH - Reviravolta consolida dois blocos.
Colocando todo o risco de perda política, prestígio, para o Aécio Neves em caso de derrota de Márcio Lacerda. Mas nao leva em conta que ele, Márcio Lacerda tem um cabo eleitoral tão forte quanto o Lula para o candidato do PT. O divulgado aos quatro ventos futuro vic_presidente de Dilma Roussef, Eduardo Campos do PSB, partido de Márcio Lacerda.
Seria interesse que o senhor como cientista político nos explicasse esta no mínimo contradição política que acontece em BH e em outros municípios brasileiros.
Fazer uma análise política da disputa eleitoral pela prefeitura de BH levando em conta só o prestígio dos políticos locais é um tanto, digamos, imcompleta, concorda?
Afinal, Márcio Lacerda foi comunista e mesmo que o PC do B não o apoie, governaram BH juntos e suas afinades filosóficas são maiores do que com Patros Ananias. Estou dizendo de militância, da convicção política de cada um, afinal, convicção é convicção. E socialista aparenta mais forte ainda, um esquerdismo arraigado, vindo do sentimento humanitário mais profundo.
José da Mota.