domingo, 18 de novembro de 2012

Uma maravilha de hamburguer

Foram vários dias de muita conversa para acertar composições políticas. Quem não tem muita intimidade com a prática política, deve estar vacinado: política e vaidade são sinônimos. Por este motivo, os movimentos precisam ser cuidadosos, quase em slow motion, para não assustar o outro. Os novatos pensam que é com demonstração de força que se fazem respeitar. É justamente o contrário. A qualidade essencial, neste caso, é a paciência.
O fato é que depois de tantas conversas, já estava na hora de algum fôlego. Cheguei no final da tarde de hoje em São Paulo e não tive dúvidas: fui direto comer o bombom black, recém lançado pela Lanchonete da Cidade. Cara, é um baita hamburguer: 220 grmas de carne da linha Swift Black (seleção de animais jovens das raças Aberdeen Angus, Red Angus e Hereford). Suculento, o hamburguer quase lembra um bife de chouriço, de tão saboroso.
A Lanchonete da Cidade (no Shopping Higienópolis) serve, ainda, uma beleza de suco de tangerina. Mas eu fiquei com o velho chopp. É que naquela hora o Palmeiras jogava com o Flamengo. Coisa de corinthiano campeão da Libertadores.


Um comentário:

SENÔ JÚNIOR disse...

Pois é Rudá. O Flamengo velho, decaído e cansado de guerra, quase toma uma surra de algo esfacelado e sem brilho, deixando muita gente pensando na famosa mala verde em ação, para tirar o porco da guilhotina.Depois de tanta movimentação o lanche vem a calhar e o chopp é mais do que merecido.