segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Em defesa da Escola Municipal Friedenreich (RJ)

No Rio Janeiro uma das melhores escolas da cidade vai ser demolida em virtude das obras da copa do mundo: A Escola Municipal Friedenreich. O impacto desta decisão vem mobilizando parte da sociedade civil que se pergunta quais os critérios para se pensar no desenvolvimento de um município. Uma aluna de 11 anos escreveu uma carta onde pede para que a demolição da escola, carta que reproduzo a seguir:
" Meu nome é Beatriz Ehlers, tenho onze anos, e quando crescer eu quero ser arquiteta. Eu estudo na Escola Municipal Friedenreich, que é a quarta melhor escola do Rio. Mas o Governo quer demolir ela e construir uma quadra para o Maracanã. Eu amo a minha escola e todos os alunos, professores e pais também amam ela! Foi aqui que eu aprendi a ler, escrever, usar computador, filmar e editar vídeos e principalmente a respeitar as outras pessoas. Nossa escola é diferente, é um exemplo! Nós pedimos a todos os cariocas e todas as escolas do Rio que assinem a carta de apoio e nos ajudem a impedir que a nossa escola seja demolida. Meus pais, eu e outros alunos vamos entregar essa carta para o governo do Rio durante uma audiência no dia 08 de Novembro:

 
Bia é uma das melhores alunas da Escola Municipal Friedenreich. Infelizmente o Governo planeja botar a escola da Bia abaixo, interrompendo um projeto pedagógico que vem sendo aprimorado há mais de 20 anos, e erguer uma quadra antes de entregar o complexo Maracanã para ser administrado pela iniciativa privada. Felizmente, ainda dá tempo de alterar o edital de concessão do Maracanã e evitar que a escola seja demolida. Para isso, precisamos convencer o Secretário da Casa Civil, Regis Fichtner, a fazer as mudanças. Não será tarefa fácil, mas com organização e participação de milhares de cariocas, vamos conseguir: a nosso favor, temos o fato da Secretária Municipal de Educação já ter declarado publicamente que é completamente contra a demolição da escola. Além disso, muitos se opõem ao bota-abaixo porque a escola foi recentemente reformada, a um custo de mais de 270 mil reais.
Fichtner estará presente em uma audiência pública no dia 8 de novembro, justamente para discutir a política de concessão do Maracanã. Os alunos, pais e professores da Escola Municipal Friedenreich estarão presentes. Eles estão muito unidos, mas ainda estão desamparados e precisam de toda a ajuda dos cariocas. Não vamos deixar que eles entrem nessa audiência pública sozinhos! Pra juntar a sua voz à deles, assine a carta de apoio AQUI 

Um comentário:

Elaine Cristina disse...

Meus dois filhos de 8 e 5 anos são alunos dessa Escola. O Sr, Secretário Regis Fichtner informou que a ESCOLA seria transferida (despachada, caberia melhor) para a antiga Escola de veterinária do Exército, em São Cristóvão, que fica a mais de 1,7 km ( de percurso) do local original e que pertence à outra região administrativa, assim os professores não podem ser transferidos para lá. E como se não bastasse esse espaço é vizinho a uma de linha do trem o que atrapalharia os alunos. Esse prédio fica em local de difício acesso e deserto ponto em dúvidas a segurança durante o trajeto.
Mas o principal, a na Escola Municipal Friedenreich é parte da nossa comunidade, e ao ser deslocada para essa distância ela perde as suas características, pois haveria evasão dos atuais estudantes e o corpo docente não poderia mudar de região administrativa, sendo assim isso seria o fim da décima melhor Escola Municipal do Brasil. Um verdadeiro terrorismo à nossa já precária Educação.
Há um terreno , que segundo informações que nos foram passados é da Prefeitura, na Visc. de Itamarati, que fica a 100 m da Escola, queremos que a mesma seja reconstruída nesse terreno.
Solicitamos então que as autoridades Estaduais e Municipais competentes que nos recebam para que possamos discutir o FUTURO DA ESCOLA MUNICIPAL FRIEDENREICH!