terça-feira, 14 de junho de 2011

Marina de saída


Agora parece que é para valer.A ex-senadora Marina Silva deu um ultimato à direção do PV e retomou a ameaça de deixar o partido caso o presidente José Luiz Penna não aceite abrir mão do cargo, que ocupa há 12 anos. Como Penna não deixará de ocupar o trono de monarca, é evidente que se trata da cartada final para Marina sair pela porta da frente.Aliados voltaram a falar abertamente na criação de uma nova legenda para abrigá-la numa nova candidatura ao Planalto em 2014. Aí começam as dúvidas. Quem irá com Marina? Sirkis? Gabeira? Nenhum cacique importante?
Criará novo partido? Será este com o nome inviável de Partido da Causa Ecológica (que parece um plágio torto do Partido da Causa Operária)?
Minha intuição é que Marina começa a perder seu capital eleitoral, conquistado bravamente nas eleições passadas. Sem um fato político relevante, começará a assumir o papel de Maria Madalena, que chora pela perda do seu guia moral.


3 comentários:

Don Corleone disse...

A cada eleição presidencial aparecem elementos que recebem um bom percentual de votos e depois morrem de inanição eleitoral...tivemos Enéas Carneiro, Heloisa Helena e agora a Marina Silva.

Só servem à manipulação midiática, tal qual foi o espetacular pseudo-crescimento da candidatura de Marina às vésperas do primeiro turno presidencial de 2010.

De fato, depois que elementos da campanha tucana de 2010 revelaram como a candidatura Marina foi manipulada pelo PSDB para que o Sr Serra fosse levado ao segundo turno, Marina perdeu até mesmo o restinho de respeito que sempre tive por ela. Marina fez água...

Já foi tarde, Dona Marina Silva...

RIP!

marssena disse...

Os povos da floresta aqui no Norte do País sabes o que dizem? Já vai tarde,pois nunca deveria ter vindo.

Januário Diniz Dell Isola disse...

Nas entrelinhas o PCE soa melhor enquanto Partido do Cristo Enrustido e sua ecologia Kapital.