sábado, 30 de abril de 2011

Minha experiência com Rui Falcão


O novo presidente do PT é um antigo conhecido. Quando eu era do governo Erundina, a prefeita e a Secretária Aldaísa Sposati me solicitaram resolver um imbróglio envolvendo a administração regional de Pinheiros e o diretório zonal do PT daquela região. O diretório zonal era dirigido por Paulo de Tarso Venceslau e a administração regional por Cid Barbosa. As negociações foram duras e difíceis. Mas chegamos a um ponto comum. Paulo de Tarso solicitou, corretamente, que eu selasse o acordo com Rui Falcão, presidente do PT municipal. Fui até o Falcão. Apresentei todo processo e o acordo final. E ouvi algo que me irritou profundamente. Falcão disse: "não há problema. Sou paciente. Erundina ainda vai comer aqui (e mostrou a palma de sua mão)".
Este é o "delicado" Rui Falcão. Dilma tem motivos de sobra para se preocupar com um falcão na direção do PT.

4 comentários:

Hugo Albuquerque disse...

Rudá,

Espantou-me bastante tudo isso que aconteceu esta semana. A oposição se liquefazendo e essas alterações estranhas na cúpula do PT. Na prática, qual é o impacto da ascensão de Falcão? E toda essa proeminência da Novos Rumos, que quase emplacou Vacarezza como presidente da Câmara e colocou Marta como vice no Senado?

abraços

senojr disse...

eu disse outro dia em um comentário que o barco estava fazendo água e pela jeito é de enxurrada.

Emanuel Marra disse...

Prezado Ruddá,

Embora seja muito válida a sua experiência com o atual presidente do PT, esse post ficou muito lacunar para mim. O fato é que eu desconheço o Rui Falcão e, por isso, não consegui captar bem a sua mensagem. Na verdade, gostaria de obter algumas informações sobre esse político, tais como: força dentro do PT à nível nacional; capacidade de coordenação política para as próximas eleições; possível padrão de relacionamento com os partidos da oposição e situação, etc. Enfim, gostaria de uma análise mais objetiva - não estou de maneira alguma desmerencendo a sua vivência, ok? Sendo assim, será que vc teria alguma contribuição?

Desde já muito agradecido,

Januário Diniz Dell Isola disse...

Caro Rudá,
Eu também conheci esse Falcão. Quando Erundina lançou-se pré-candidata pelo PT, a tendência "Articulação" fez reunião de emergência questionando os membros daquela tendência majoritária favoráveis à candidatura da hoje deputada federal (PSB-SP).
O candidato preferido da cúpula do Partido, todos se lembram, era o Plínio de Arruda Sampaio (PSOL).
Rui foi pra reunião decido a descobrir quais eram os "companheiros" que apoiavam Erundina. Esbravejou, falou grosso. As pessoas, percebia-se, ficaram intimidadas, temerosas. Num dado momento, eu já com a minha paciência esgotada, disse sem pestanejar: "Eu faço parte do grupo que apoia a pré-candidatura da Erundina."
Eu, agora, não sei dizer exatamente qual foi o questionamento que ele me fez naquele momento. Era algo que tentava mostrar o quanto era temerosa a candidatura da Erundina para a conjuntura eleitoral. Só me lembro de ter dito:
"Não sei, mas se você está tão preocupado, vá lá e pergunte pra Erundina. A maioria presente, deu risada. Ou seja, naquele instante ficou claro que os militantes da "Articulação" queriam a candidatura de Erundina para prefeito. Depois que Erundina se elegeu, Rui Falcão, José Américo, Sérgio Amadeu, et caterva, fizeram de tudo para desestabilizar seu governo, tendo por trás José Dirceu que, hoje, Erundina, faz elogios rasgados.