segunda-feira, 25 de abril de 2011

A ofensiva lulista


Será preciso mais ilustração sobre a ofensiva lulista sobre o PSDB e DEM ou já basta?
Tento noticiar cada movimento que está desidratando aceleradamente os dois partidos. A leitura é que ao PSDB restam SP e MG e é justamente aí que a ofensiva está se articulando.
Na outra ponta, o PSD de Kassab recebe apoios.
E tem gente que ainda duvida que se trata de ação articulada.

3 comentários:

Emanuel Marra disse...

Parece articulada sim Rudá. Dê uma olhada nessa entrevista com o Lula. Atente-se principalmente a última frase: http://www.youtube.com/watch?v=C2FUEzSXFjg&feature=player_embedded

montealvernesampaio disse...

Olá Rudá,

No NE se diz " desculpa de cego é feira ruim" e ainda mais " rede velha começa se acabar pelo fundo", logo esse papo que Lula esta ajudando a acabar a oposição, nao é justa agora....eles mesmos estao se acabando, pois, nao tem conteúdo, nao tem propostas..nao tem nada, entao, nao precisa que ninguem acabe com eles:DEM, PSDB, PPS....a unica estrategia deles é ficar apostando na desgraça, na volta da inflação, no insucesso da Copa e das Olimpiadas, etc.mas vao morrer seco como coro cru no fogo. Vote.
Monte Alverne

Rudá Ricci disse...

Monte Alverne,
Eu não disse que a oposição é boa. Aliás, neste blog, venho criticando a incapacidade de ser oposição e errar sem parar. Contudo, a movimentação nos bastidores é enorme e o lulismo está mesmo avançando sobre o DEM e o PSDB. Dilma vem recebendo muitas lideranças oposicionistas e orientando para migrarem para o PSD. Aqui em MG, perceba a evolução de cada ataque ao Aécio. Avalie a entrevista de Bresser Pereira. Ele não saiu de uma horapara outra nem saiu quieto. Ele foi o primeiro e logo depois saíram 7 vereadores do PSDB paulistano. Em seguida, Feldman. Coincidência?