domingo, 27 de março de 2011

Falecimento de Padre José Comblin


O livro do Padre José Comblin sobre a Ideologia da Segurança Nacional foi um dos que marcaram minha politização na adolescência. Hoje recebi a notícia que ele faleceu na manhã deste domingo, depois de completar 88 anos, no interior da Bahia, onde estava
assessorando grupos de base.
Padre Comblin nasceu em Bruxelas, na Bélgica, em 1923. Ordenou-se sacerdote em 1947 e doutourou-se em Teologia pela Universidade Católica de Louvain. Desde 1958 trabalhava na América Latina, começando por Campinas. Logo em seguida foi assessor da Juventude Operária Católica, tornando-se professor da Escola Teológica dos Dominicanos em São Paulo, tendo como alunos Frei Betto e Frei Tito. Em 1965 foi para o Chile. A convite de D. Hélder Câmara voltou ao Brasil para lecionar no Recife, onde foi professor no famoso Instituto de Teologia. A partir de 1969 esteve à frente da criação de seminários rurais em Pernambuco e na Paraíba. A metodologia utilizada para os seminários era adaptada ao ambiente social dos seminaristas. Foi expulso do Brasil em 1971 pelo regime militar. Exilou-se no Chile durante 8 anos, onde também esteve à frente da criação de um seminário em Talca, em 1978. Em seu livro A ideologia da Segurança Nacional, publicado em 1977, destrinchou a doutrina que servia de base para os regimes militares na América Latina. Foi expulso por Pinochet em 1980. De volta ao Brasil, radicou-se em Serra Redonda (Paraíba), onde fundou um seminário rural e esteve à frente da formação de animadores de comunidades eclesiais de base. A metodologia para os seminários foi aprovada pelo papa Paulo VI, mas desaprovada por João Paulo II, quando da ascensão do conservadorismo católico que domina até os dias de hoje a Igreja Católica.
Alguns dos seus livros:
a. Le Pouvoir Militaire en Amérique Latine. L'Idéologie de la Securité National. Paris, Éditions Jean Pierre Delarge, 1977.
b. Théologie de la Révolution. Paris, Universitaires, 1970.
c. Teologia da Libertação, Teologia Neoconservadora e Teologia Liberal. Petrópolis, Editora Vozes, 1985.
d. Teologia da Reconciliação. Ideologia ou Reforço da Libertação. Petrópolis, Editora Vozes, 1986.
e. Curso básico para animadores de comunidades de base. São Paulo: Editora Paulus, 1997.
f. Cristãos rumo ao século XXI - Nova caminhada de libertação. São Paulo: Editora Paulus, 1997.
g. O povo de Deus, São Paulo: Editora Paulus, 2002.
h. Quais os desafios dos temas teológicos atuais?. São Paulo: Editora Paulus, 2005.

Um comentário:

Nany disse...

SEM DÚVIDA NENHUMA,O POVO DE DEUS COMO UM TODO PERDE ALGO MUITO VALIOSO, O ENSINAMENTO E A METODOLOGIA DO PADRE JOSÉ COMBLIN, EM ESPECIAL AS CEBS, MAS COM TUDO O QUE ELE DEIXOU FICA AGORA O DESAFIO DE SER PROPAGADO, DIVULGADO, E SEGUIDO POR QUEM O CONHECEU E CONVIVEU DE PERTO, OU POR QUEM OUVIU FALAR, OU APENAS LEU ALGO PUBLICADO DE SUA AUTORIA( eu por exemplo, apenas li uma entrevista dele num mundo jovem há muito tempo...) A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA EM ESPECIAL O POVO CATÓLICO DO BRASIL, E DO NORDESTE SE DESPEDE COM MUITA GRATIDÃO.
ELIANE SOUZA. MILITANTE DA PJMP DIOCESE DE SENHOR DO BONFIM -BA nany_pjmp@hotmail.com.br