segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

A indigência intelectual travestida de humor

Eu nem pensava em postar neste espaço a depressão que vivo desde a virada do ano. Direcionei minha vida, desde os 15 anos, para tentar construir algo diferente na prática política do país, mais arejada, mais controlada pela sociedade civil, diminuindo o poder avassalador da burocracia estatal e, principalmente, a captura de tudo que é público pela sana partidária e por seus líderes não menos ambiciosos (para utilizar um termo cordial). As eleições municipais me quebraram as pernas, dado o nível de amoralidade que empesteou a pobre terra dos tupiniquins.
Mas este país tem lugar para gente que não tem limites em nada. Um país sem superego, que tudo pode, que tudo quer. E ainda utilizam princípios caros à civilização e tolerância para garantir sua intolerância e falta de respeito humano. Vejam a ilustração porca e desumana de Chico Caruso (aí ao lado), postada no blog do Ricardo Noblat, na manhã de hoje. Sei que é tão inverossímil que é melhor dar o endereço do blog do Noblat para que o internauta confira esta indigência moral e intelectual: AQUI .
Será que qualquer discussão política em nosso país tem que vir acompanhada deste infantilismo bestial? Não dá para elevar um pouco o nível, até atingir o nível da humanidade?
Cancelei minha assinatura do jornal O Globo porque, nas eleições presidenciais, os editores transformaram o jornal num panfleto eleitoral. Liguei informando (sei que foi ingênuo, mas meu fígado pedia) o motivo: se for para contribuir com alguma campanha, faço doação direta, sem intermediários. Vejo que a opinião de um assinante conta pouco, hoje, na trilha da difamação a qualquer custo, com ares de crítica.
Não dá. É o abandono de tudo o que parece mais caro à quem tem alma. Mesmo para aqueles que desprezam ou nem sabem que têm alma.


3 comentários:

Luís A Bassoli disse...

Não sei se o Chico bebe... mas devia estar bêbado...um artista brilhante, fazer isto...

Apelido disponível: Sala Fério disse...

O Chico é pincel pago pra expressar visualmente o ponto de vista da Globo: dele, do Faustão, do Waack, do Kamel ...

Unknown disse...

O Pior é ver o Noblat chegar ao fundo do poço; cometer suicídio profissional gritante, defendendo de forma canibalista e visceral essa charge, ofendendo seus leitores e todos os que comentam no blog criticando o "colega" Caruso.