quinta-feira, 19 de abril de 2012

O Plano de Lula

A Folha interpreta as ações de Lula em relação à CPI do Cachoeira como se estivesse tratando de um jejuno em política. Sugere que depois do ímpeto sanguinário, agora pede calma. Dificilmente alguém chega duas vezes à Presidência da República e se torna a raposa política que Lula se tornou agindo com o estômago. 
O que apuro em conversas diárias com lulistas não é bem assim. O pessoal do bastidor afirma que é bem possível que tenha acordão mais à frente. Mas depois de desgastar ao máximo a oposição. A intenção é realmente alterar o sistema partidário. A meta é fortalecer o tal "presidencialismo de coalizão". Faz mais sentido. Mesmo porque, os petistas com medo da CPI não são necessariamente lulistas. Aliás, imagino que sejam eles os autores da lead (ou "lide") de parte da grande imprensa.

3 comentários:

Lindolfo disse...

A CPI do Cachoeira e da Delta...Aqui em Parauapebas/PA a DELTA tem vários contratos com a prefeitura administrada por DARCI LERMEN-PT, o último deles, no valor de R$ 147 milhões de reais. Parauapebas tem cerca de 150 mil habitantes e sedia o projeto Ferro Carajás, da Vale.
Obra mesmo a cidade não tem nada, ainda mais nesse montante.

LULA pode degastar e desgastará, mas que alguma cabeças petistas cairão, isso podemos ter certeza.


http://soldocarajas.blogspot.com.br/2012/04/parauapebas-darci-pt-contrata-delta.html

Rudá Ricci disse...

Não há dúvida sobre isto, Lindolfo. Aliás, isto é que apavora vários petistas. Mas os lulistas estão irredutíveis.

Júnior ... D. Eskelsen disse...

Na verdade é realmente a vontade dao núcleo que aconteça a
degola, isso por que o PT tem
suas fortes ligações e os que
tem esses contatos externos já estão na beirada, "sobrando".

Um bom exemplo é o Roberto Carvalho
vice-prefeito, se acontece um escandalo que aponte pra ele o PT municipal lava as mãos por causa da situação.

Isso ocorre por que existe muita
gente e muitos interesses, o PT vai
preferir os que andam mais com eles
e não os que estão caindo pelas beiradas.

Ligações com um contraventor
é um bom indicador de que há distanciamento do núcleo. Se
existe algo que alimente um
núcleo é muito maior que um
contraventor.

Na minha aliança mesmo dá vontade de eliminar alguns mas é preciso motivo grave pra não enfraquecer a fé na liderança, um motivo externo grave seria um alívio pra mim.

Lembrando que a inflação diminui
com a degola mas o valor de poder não é dividido apenas entre os do partido mas com todos os influentes
da dentro de um raio de proximidade
do teatro de operações.