sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A primeira crise de Dilma

Até aqui foi só crise provocada pela inabilidade da Presidente. Mas, agora, é para valer. A queda de 0,53% da atividade em agosto pelo BC é um duro golpe. A projeção da maioria dos economistas é crescimento do PIB nacional em 2011 pouco maior que 3%. Um desastre. A crise euroamericana já contagia a economia tupiniquim. Com o adicional que agora não temos a ousadia e liderança de Lula, que sugeriu que a crise de 2008 era nada mais que uma marolinha e segurou o consumo de final de ano, ganhando tempo para lançar algumas medidas anti-cíclicas. Dilma é técnica, como a maioria dos economistas que sabem analisar o day after, mas não nasceram para liderar a economia.

Um comentário:

Angeline disse...

Rudá,
Essa queda era prevista pelo governo, tanto assim que reduziram os juros. Ou estou enganada?